CARO MESTRE LADISLAV LENOCH

Caro Mestre Ladislav Lenoch

Hoje, olhando para trás, é impossível expressar adequadamente o quanto sua orientação e ensinamentos no Karatê-Do, há quase 50 anos, moldaram a minha vida, o destino da minha família e de muitos alunos meus.  

Foi o senhor, quem me introduziu ao mundo do Karatê, não apenas como uma arte marcial,  mas como uma filosofia de vida, profundamente enraizada no Bushido, o Código dos  Guerreiros. Sua dedicação, paixão e comprometimento com o Karatê eram evidentes em  cada aula que frequentávamos. O senhor não apenas nos ensinou a técnica e a disciplina do  Karatê, mas também nos transmitiu os valores que permeiam essa nobre arte, valores esses,  que ecoam os princípios do Bushido: coragem, lealdade, honestidade, respeito e honra.  Hoje, graças aos fundamentos que aprendi sob sua orientação, meus filhos se tornaram  cidadãos exemplares, que contribuem significativamente para a sociedade. E tudo que  consegui ao longo da minha trajetória, desde a minha carreira até minha vida pessoal, tem  suas raízes nas lições que me foram ensinadas no Dojo UNDO KAN, enriquecidas pelo  espírito do Bushido.  

Em 2023, tenho a honra de anunciar que criei um curso Universitário inédito no mundo:  “Ciência, Filosofia em Artes Marciais e suas Tecnologias”, que não apenas ensina as técnicas  das artes marciais, mas também incorpora os valores do Bushido, inspirando outros a trilhar o caminho da retidão e da integridade.  

Mestre Ladislav, sua influência transcendeu a mera prática do Karatê e se estendeu para  moldar os meus caminhos e de todos ao meu redor.  Sou e serei eternamente grato por sua orientação, paciência e sabedoria ao longo dos anos e neste momento de reflexão, quero expressar minha sincera apreciação por tudo aquilo que o senhor representa.  

Escrevo estas palavras com um coração transbordando em gratidão e reverência,

Professor Roque Cortes Pereira  

Setembro de 2023 

 
 

A arte de lutar com as mãos vazias

Ao treinar o Karatê-Do, o mestre e o praticante adquirem um conjunto de virtudes. Os principais ensinamentos são: desenvolver a temperança, a determinação e a coragem, em todos aspectos da sua vida.

Encontrar o seu dom é a missão do praticante, que se aprimora com a prática repleta de ensinamentos. Para isso ocorrer, buscamos passos, chaves no caminho do autoconhecimento físico, astral e espiritual.

Primeiramente, cuidamos do nosso corpo físico, que é o veículo para a evolução do espírito.

Aprendemos a respeitar e vivenciar nossas emoções e comportamentos, conciliando com os cuidados do nosso corpo emocional. Este, está em constante transformação, reage a toda e qualquer informação, instinto, emoção e sensação.

Também precisamos cuidar do nosso corpo mental, ele é o instrumento que reage ao pensamento do “eu” e do próprio espírito. Nele estão centralizados todos os sentidos (visão, audição, tato, paladar e olfato) e dependem unicamente de você.

Chegamos também ao nosso corpo mental, a projeção da consciência, tendo como ativação um bom sono, relaxamento, e principalmente, meditação profunda para que assim, haja os processos de cura.
É possível, através do mental superior, acessar conhecimentos que para outros são inalcançáveis; basicamente seria conectar-se e conhecer o mundo espiritual. Quando buscamos nosso “eu” interno, também encontramos nele nosso DEUS interno. No seu íntimo, o praticante está todos os dias mantendo sua iluminação para buscar uma mente pura, distante de todo egoísmo e maldade, afastando-se das provocações e desfrutando de pensamentos positivos. É um verdadeiro privilégio ter a sensibilidade de aplicar para si a relação entre corpo e espírito no desenvolvimento humano, saber usar suas habilidades antes e depois, usufruir de uma consciência elevada, tanto física quanto mental, ter poder de autocontrole e o autoconhecimento.

Entretanto, é preciso estar sempre alerta e pronto para reagir com racionalidade em todos percalços que encontrar em seu caminho, afastando-se de pensamentos que possam fazer o seu corpo e a sua alma difundir, inferiorizando a sua conduta e postura.

A mídia, através de blasfêmias sensacionalistas, reporta a arte marcial de forma violenta, onde seu corpo, suas mãos, cotovelos e joelhos tornam-se armas poderosíssimas. Não deixam de ser, entretanto, e esquecem que, para ser um bom mestre, é necessário ser um bom aluno e utilizar conjuntos filosóficos, assim como espirituais que proporcionam ferramentas, chaves morais para buscar o equilíbrio pessoal e aprimorar a consolidação moral do praticante. A prática do Karatê vai muito além que socos e chutes.

Segundo Theodore Roosevelt: “O vigor físico é bom, o vigor intelectual é melhor ainda, mas, muito acima de ambos, está o vigor do caráter”. Dessa forma, com um mestre altamente qualificado, ético e espiritualizado, o praticante alcança poderes valiosos, frutos que serão colhidos diariamente com meditação e bom uso de suas habilidades em toda sua vida, em cada detalhe dela, utilizando vigores, objetivos e sendo responsável com todo ensinamento que lhe foi alcançado.

Seguimos os 5 lemas do Karatê: DOJOKUN

1 • Ordenamos, primeiramente, o vigor do caráter: HITOTSU JINKAKU KANSEI NI TSUTOMURO KOTO.

É o esforço para essa transformação, sendo um dos maiores objetivos do Karatê-Do, aprimorar e aperfeiçoar o caráter, treinando rigorosamente a disciplina da mente e do corpo. Um exemplo desse treinamento, é quando os atletas se cumprimentam com a expressão “OSS”, que tem o significado de resistência, aptidão e perseverança. Significados que são qualidades que todo ser humano procura no caminho de sua formação física, mental e espiritual. Qualidades essas, que são fundamentais para ter a sabedoria necessária para combater os percalços da vida.
Um verdadeiro Karateca não pode se deludir com comicidades, deve estar sempre preparado a desenvolver uma índole e uma resistência para a prática do Karatê na vida pessoal e profissional.

2 • Fidelidade ao verdadeiro caminho da razão: HITOTSU MAKOTO NO MICHI O MAMORU KOTO.
No mundo atual em que vivemos, o homem é sede de poder pessoal, assim os verdadeiros iniciados deverão colocar em prática constante todos os seus conhecimentos, mostrando a luz, o justo e o verdadeiro caminho da razão, da harmonia, da tolerância, da sinceridade e da educação para o bem da sociedade, do Karatê-Do e de todos os povos. A autenticidade é um grau de iniciação inexplicável para aqueles que não seguem o percurso para a essência do verdadeiro sentimento, obstinado a identificar esses sentimentos de sinceridade e sempre colocá-los em motivações enriquecedoras à nossa vida. Colhendo e plantando os frutos de boas amizades, valor à família, gratidão às sementes que foram plantadas e a terra que foi bem cuidada durante esse trajeto.

3 • Criar o intuito de esforço: HITOTSU DORYOKU NO SEISHIN O YASHINAU KOTO.
No Karatê-Do, aprende-se a lidar com a vida com calma, clareza e concentração, porém com firmeza e determinação. Estar pronto para qualquer circunstância, a ponto de captar qualquer sinal que o cerca, até mesmo com o piscar dos olhos e é nisto que consiste o espírito de esforço. Não no esgotamento da força, mas no estágio mais desenvolvido de nosso espírito, na sua conservação, na geração de serenidade e de tranquilidade. É primordial que exista a harmonia entre corpo, alma e espírito, conectados ao treinamento diário, dando origem à essência do ser humano verdadeiramente íntegro, dando chaves à denominação pessoal, empenho e metas alcançadas em qualquer lugar da sua vida, e não só apenas no Dojo.

4 • Respeito acima de tudo: HITOTSU REIGI O OMONZURU.
O Karatê-Do começa e termina com cortesia. O respeito deve ser uma atitude contínua do estudante do Karatê-Do. Desde o cumprimento dos lutadores, no início e final de uma luta, até as regras de etiqueta e convivência social. As boas maneiras são o melhor exemplo para todos, nenhuma palavra vale mais do que boas atitudes e gestos gentis.
O praticante deve manter o mesmo padrão de comportamento dentro e fora do Dojo. Adiantaria alguém respeitar de boa vontade seu professor de Karatê-Do, mas ignorar completamente em seu lar, as palavras de seus pais? Quando não respeitamos o próximo, desrespeitamos a nós mesmos, nosso próprio corpo, alma e espírito. Portanto, devemos conservar o respeito por nós, como por exemplo, evitando maus hábitos, ambientes, conteúdos como livros e filmes que nada agregam a nossa evolução pessoal, mental e espiritual, na nossa projeção da boa vontade, que em síntese é uma virtude em evolução constante, aperfeiçoada com os treinamentos passados de mestre a aluno. É preciso ultrapassar barreiras, apresentando bons resultados na personalidade, na paz social, sem distinção de cores, sexo, idade, preferência religiosa, entre outros.

5 • Conter o espírito de agressão: HITOTSU KEKKI NO YU O IMASHIMURU KOTO.
Quando se diz “conter”, afirma-se que o homem é capaz de mudar os padrões de pensamentos agressivos, em pensamentos de respeito e equilíbrio. A prática do Karatê-Do vai aos poucos, modificando os padrões de pensamentos e substituindo os pensamentos de agressão, por pensamentos de harmonia. No Karatê-Do, aprende-se a lidar na vida com calma, porém com firmeza, e é nisto que consiste o espírito de esforço, não no esgotamento da força, mas no estágio mais desenvolvido de nosso espírito, na sua conservação, na geração de serenidade e de tranquilidade.
Onde há esforços, não há violência. Este esforço pode ser traduzido na sentença de Funakoshi: “Nós não aprendemos para lutar, nós lutamos, isto é, nos esforçamos, para aprender”.
O âmago do esforço é a força do espírito. O intuito do esforço e a persistência nos mostram que tudo é possível. Você precisa acreditar que, se outros podem, você também pode. Todos podemos! Se você tem um sonho, não importa o tamanho, ele pode ser alcançado.
Precisamos nos esforçar da maneira correta e persistir muito, a ponto de nunca desistir diante dos obstáculos.
Quantas vezes você precisou executar um Kata até estar pronto para o Exame de Faixa?
A principal diferença entre as pessoas de sucesso e as que sempre fracassam, está na persistência. O sucesso não ocorre por acaso, mas existem razões bem mais sólidas do que a sorte para realizarmos os nossos sonhos e o grande segredo é sabermos exatamente “aquilo” que desejamos, então definimos metas e objetivos a serem executados; definimos um plano de ação.
Sou grato pela oportunidade de dar este depoimento, poder comprovar e expressar a importância da prática do verdadeiro Karatê-Do, como ferramenta de transformação social, superação, disciplina e persistência, que é conquistada somente pela árdua prática durante dezenas de anos de treinamento.

Roque Cortes Pereira

Roque Cortes Pereira, começou a praticar karatê Wado, como faixa branca (Mu Kyu) em 12 de julho de 1978, na Undo Kan de Francisco Beltrão (PR).

Conforme registro no ARQUIVO DE EXAMES DE KYU DA UNDO KAN, existente desde o ano de 1977, como aluno da Undo Kan foi promovido para as seguintes categorias de faixas coloridas (KYU):
Em 01/setembro/1978, foi promovido para faixa amarela (8º Kyu).

Em 06/dezembro/1978, foi promovido para faixa laranja (7º Kyu).

Em 24/março/1979, foi promovido para faixa bordô (6º Kyu).

Em 06/julho/1979, foi promovido para faixa azul (5º Kyu).

Em 08/dezembro/1979, foi promovido para faixa verde (4º Kyu). 

Em 20/abril/1980, foi promovido para faixa roxa (3º Kyu).

Em 23/março/1981, foi promovido para faixa marrom (2º Kyu). 

Em 21/agosto/1982, foi promovido para faixa marrom (1º Kyu). 

Em 1984, foi promovido para faixa preta (1º Dan). 

Foi o primeiro aluno da Undo Kan, juntamente com Antonio Altamir Rios, a obter a faixa preta de Karatê estilo Wado, no Sudoeste do Paraná, no ano de 1984.

Foi, também, o primeiro aluno da Undo Kan que, ainda como faixa verde (4º Kyu) foi professor auxiliar, começou a dar aulas de karatê no ano de 1980, e nos anos seguintes abriu filiais, expandindo o karatê Wado em alguns municípios do Sudoeste do Paraná.

Atualmente, reside na cidade de São Paulo (SP).

Professor Universitário
Presidente FUNCLOB – Fundação Clóvis Bevilaqua
Presidente ICBR – SP – Instituto Conservador do Brasil-ICBR
Diretor de Comunicação – CAMP CENTRO – Centro de Aprendizagem e Melhoramento Profissional
Embaixador de Esportes da Cultura Indígena – Instituto Nacional para a preservação da Cultura Indígena e do Meio ambiente _ Ita-Prodigi.

Apresentador do Programa FADESP BRASIL NEWS
Curso Extensão Universitária PUCRS – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Vice-presidente – Federação Nacional dos Advogados Estagiários e Bacharéis Membro – Associação dos Consultores Assessores e Articuladores Políticos do Estado de São Paulo
Fundador – INFOCAM – Instituto Nacional de Formação e Capacitação em Artes Marciais. Diretor INADEM – Instituto Nacional para o Desenvolvimento dos Municípios Presidente – Holding EBS7
Presidente – Grupo RCP
Palestrante
Profissional Máster em Comunicação Social Centro – Universitário FATECAMP Presidente – Associação Internacional dos Amigos da Natureza – AIANATU Conselheiro – Associação Comercial de São Paulo – Distrital Centro
Professor da ACM / YMCA
Presidente – Rotary Clube 2014/2015, 2015/2016 e 2019/2020
Professor e Fundador da Ordem do Karatê do Brasil
Membro – Confederação Brasileira de Karatê – CBK
Membro – Federação Paulista de Karate – FPK
Vice Presidente Fundação Proser – Campos do Jordão – SP
Sócio World Trade Center Business Club
Membro – Shriners International
Comendador Ordem do Mérito Cívico e Cultural Chanceler da Grã Cruz Barão de Mauá Consultor e Assessor Político
Presidente – Conselho de Produtos e Serviços da ACM Centro – ano 2013 a 2015 Conselheiro – Fundação Rotária – 2014/2015, 2015/2016 e 2019/2020 Rotary Internacional Membro
Professor – IVEPESP – Instituto para a Valorização da Educação e da Pesquisa do Estado de São Paulo – Departamento de Ensino e Pesquisa em Educação Física
Oficial Representante – ILKO – International Latin Karatê Organization
Fundador e Membro do Instituto Paulista de Empresários e Empreendedores – IPEEM Membro – UBI – União Brasileira de Imprensa
Membro API – Associação Paulista de Imprensa
Membro MMDC – Sociedade de Veteranos 32
Membro OSB – Observatório Social do Brasil – São Paulo Conselheiro (Conselho Consultivo) Membro – Circulo Esotérico Comunhão do Pensamento
Secretário de Relações Públicas – Grande Oriente de São Paulo – GOSP 2015/2020
Membro Fundador APJOR – Associação Profissional Jornalista
Membro ATT – Associação Tatuapé Tiro
Venerável Mestre ARLS – Sagrada Família 3561
Mentor de dezenas de projetos de fomento no esporte, educação, cultura e meio ambiente.

Compartilhe esta postagem:

Facebook
WhatsApp
Twitter
Email

Postagens relacionadas:

Parcerias na educação e liderança são tema de encontro

Na última quinta-feira, 15 de fevereiro de 2024, o professor Roque Cortes Pereira, presidente da FUNLOB, recebeu a visita do seu irmão e palestrante Rômulo Gambardella, especialista em vendas, comunicação, inteligência emocional, motivação e liderança. O encontro teve como objetivo discutir possíveis parcerias na área de educação e liderança, visando o desenvolvimento de projetos sociais e educacionais que beneficiem a comunidade.

Leia mais »

Presidente da Fadesp Brasil participa de assembleia da API

No dia 18 de dezembro de 2023, a Fadesp Brasil, representada pela figura do dr. Raimundo Hermes Barbosa, participou da assembleia geral e legislativa da API (Associação Paulista de Imprensa), comandada pelo renomado Jornalista e advogado, Sérgio Redó.

Leia mais »